A cada minuto nossos filhos criam novos personagens, cenários e situações imaginárias em suas brincadeiras. E, às vezes, no meio do faz-de-conta você escuta ele repetindo frases ou situações pelas quais vocês passaram juntos. Ou percebe que um dos bonecos tem o nome de uma pessoa de sua turma da escola e ali ele monta uma situação de conflito com outro boneco e tenta resolvê-la.

Além de divertidas e deliciosas, as brincadeiras são um recurso para as crianças entenderem o mundo que as cerca e o que está acontecendo ao seu redor, permitindo que elas elaborem conflitos, frustrações e traumas.

Segundo o pediatra e psicanalista Donald Winnicott a brincadeira permite que crianças e até adultos descubram seu verdadeiro eu: “é no brincar, e somente no brincar, que o indivíduo, criança ou adulto, pode ser criativo e utilizar sua personalidade integral: e é somente sendo criativo que o indivíduo descobre o eu”.

 

Leia mais

Jogos de faz-de-contas para fazer com as crianças 

Brincadeiras fáceis para fazer com as crianças

Como construir uma boa relação com a escola de seu filho

 

Por isso a brincadeira funciona não só como forma de resolução de conflitos, mas também ajuda a criança a construir sua identidade, fazendo com que ela perceba que pode ser ela mesma e não a mãe ou o pai. Segundo a psicanalista infantil e adolescente Monica Pessanha, “quanto mais a criança brinca, mais feliz ela se sente e brincar com os pais faz com que ela se sinta mais feliz ainda”.

Brincadeiras em grupo

Assim como as brincadeiras individuais são potencializadoras do desenvolvimento infantil, as brincadeiras em grupos também têm um importante papel, ajudando os pequenos a enfrentarem os desafios das relações sociais, que serão fundamentais para a vida adulta.

Já os jogos ensinam a importância das regras e de segui-las, além de estimular a aprendizagem de coisas como cooperação, liderança e competição justa.

3 Responses

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.