Já reparou que seu filho quer ficar muito tempo na frente da TV? Ou que não sabe a hora de estudar, brincar, ou parar o que estiver fazendo para comer? Pois é! Você, com certeza, espera que seu filho seja bem-sucedido certo? Mas já parou para pensar que os melhores resultados são mais prováveis quando aprendemos a nos organizar e sermos mais produtivos? E que tal se esse aprendizado começar logo cedo?

 

Claro que ensinar uma criança a administrar o tempo não é tarefa simples. Mas nada que a rotina, o exemplo e algumas ideias não ajudem. Você pode ensinar produtividade de forma lúdica, divertida, sem cobrança, inclusive na hora dos estudos. Afinal, as crianças aprendem brincando.

 

O que dizem os especialistas?

Que, geralmente somos improdutivos porque, na infância, vimos os nossos pais utilizando mal o tempo, postergando tarefas e deixando tudo para a última hora. Nosso padrão de produtividade é influenciado pelo meio em que vivemos.

 

O que fazer então?

Antes de tudo, sermos o exemplo. Depois, é necessário entender (e ajudar a criança a entender) que o intuito de organizar a rotina (definir prioridades e prazos para cada atividade) não é para tornar a vida maçante – muito pelo contrário. Se a criança organiza suas tarefas, sobra mais tempo para brincar e se divertir com o que gosta. 

 

Como ajudar?

A primeira coisa a fazer é ajudar a criança a entender a importância de arrumar o quarto. A organização do espaço físico pode ajudar a ordenar as ideias. Além disso, quando tudo está no lugar certo, a criança não perde tempo procurando. Nesse ambiente, vocês também podem montar um quadro de atividades, que pode ser semanal e, dessa forma, fica fácil visualizar o volume de tarefas da criança, os prazos, os espaços livres da agenda…

Outra dica é fazer concessões. Seu filho entregou um trabalho importante dentro do prazo? Ofereça uma “recompensa”. Pode ser um tempinho a mais jogando videogame ou um passeio muito esperado. É o tal do reforço positivo, super importante para o desenvolvimento.

Outro ponto fundamental é estimular a criança a se antecipar. Se ela tem uma prova, faça com que estude antes e não deixe apenas para o dia anterior. As crianças, ainda mais que os adultos, não precisam viver correndo. E, acima de qualquer coisa, lembre-se: o melhor ensino é o exemplo, e isso também vale para hábitos produtivos.  

Fonte: Christian Barbosa, especialista em administração de tempo e produtividade.

One Response

Deixe uma resposta