Você lê ou já leu para seu filho? Essa é uma atividade que além de ser uma delícia de ser feita em família traz inúmeros benefícios para a criança e, também, para os pais:

Fortalece a conexão com quem lê para a criança (pais, familiares ou cuidadores);

Desenvolve a atenção, a concentração, o vocabulário, a memória e o raciocínio;

Estimula a curiosidade, a imaginação, a criatividade;

Ajuda a criança a perceber e a lidar com sentimentos e emoções;

Auxilia no desenvolvimento da empatia (capacidade de colocar-se no lugar do outro);

Minimiza problemas comportamentais, como agressividade;

Desenvolve a linguagem oral.

Por isso, livros devem sempre fazer parte do universo infantil e, se possível, desde a gestação. Listamos algumas dicas, por idade, para tornar esse momento ainda mais legal!

Para todas as idades:

O ideal é que haja espontaneidade. Não é preciso iniciar o processo de alfabetização ou realizar a atividade com finalidade pedagógica. A aprendizagem vem naturalmente!

Fazer da leitura parte da rotina (como uma refeição) torna tudo mais natural.

Ter livros apropriados para cada fase e idade facilita!

Como ler para cada idade:

1. Ter livros de borracha, de plástico, de tecido e com texturas para o livre manuseio (porque bebês gostam de manusear os objetos para se familiarizar com eles);

2. Apontar as figuras que estão no livro e dizer em voz alta o nome daquilo para o qual o seu filho está olhando;

3. Virar as páginas de acordo com o interesse do bebê ou ajudá-lo a virar;

4. Representar com gestos ou com a voz a figura que estiver mostrando;

5. Imitar os sons que o bebê faz e observar sua reação;

6. Fazer perguntas sobre as coisas que ele está ouvindo e vendo;

7. Seguir as indicações do bebê, seja para ler mais, para repetir ou parar;

1. Deixar que a criança escolha um livro que queira ler junto com você;

2. Usar diferentes vozes para representar os diversos personagens das histórias;

3. Fazer perguntas para que a criança possa responder apontando ou falando;

4. Incentivar que ela faça o som de determinado animal;

5. Sorrir e responder quando a criança falar ou apontar;

6. Deixar a criança virar as páginas do livro;

7. Acrescentar mais palavras sobre uma imagem que ela apontar;

8. Nomear e demonstrar ações e emoções nas histórias – e não só ler o que está lá;

1. Fazer perguntas sobre as imagens do livro para que a criança responda;

2. Ler livros que apresentem ações que as crianças já entendem como inusitadas. Por exemplo: “Os três lobinhos e o porco mau”;

3. Valorizar todas as perguntas e comentários que a criança faz;

4. Dar espaço para que a criança faça comentários sobre alguma figura ou palavra;

5. Incentivar a criança a contar sua história favorita, de sua própria maneira;

6. Mostrar para a criança como as coisas que acontecem nos livros são parecidas com o que acontece com a gente;

7. Falar sobre os sentimentos dos personagens e perguntar se ela já sentiu aquilo;

1. Conversar de forma espontânea sobre os assuntos do livro;

2. Mostrar para a criança que você está lendo as palavras do livro;

3. Ler a história do jeito que o autor escreveu, sem alterar as palavras estranhas e diferentes que ampliam o vocabulário da criança;

4. Seguir a leitura com o dedo, para que a criança possa acompanhar visualmente as letras;

 

 

Fonte: Empresa Brasil de Comunicação (EBC)  

Related Posts

2 Responses

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.