Descobrir, criar e imaginar são atividades que fazem parte do dia a dia das crianças e a forma mais fácil que elas têm de desenvolver essas habilidades é por meio das brincadeiras. Atualmente, grande parte delas fica a cargo dos brinquedos modernos, mas um antigo conhecido dos pais também faz um ótimo trabalho: os brinquedos de madeira.

Além de desenvolver a imaginação, os brinquedos de madeira ajudam a exercitar a coordenação motora, a criatividade e capacidades que serão úteis para outras áreas da vida dos pequenos, como planejamento, resolução de problemas e organização.

Eles também ajudam na escola com peças com letras e números auxiliam na alfabetização e na aprendizagem de matemática. O contato com a geometria se dá por meio das pecinhas para a construção em forma de quadrados, retângulos, triângulos etc.

Brincar acompanhado é bem mais divertido

Por possibilitar a diversão em grupo, o brinquedos de madeira ajudam a desenvolver a sociabilidade da criança. Eles aprendem a dividir, descobrem brincadeiras, fazem novas amizades e aprofundam as antigas. A companhia na hora da brincadeira também pode servir para estreitar os laços entre os pais e seus filhos: as memórias desses momentos são gratificantes para todos.

Madeira: matéria-prima que só tem benefícios

O primeiro deles é: brinquedos de madeira são ecologicamente corretos, já que o material não polui o meio ambiente. Duram mais que os outros, facilitam a brincadeira e tornam possível a reutilização por diversas crianças, o que diminui a quantidade de resíduos descartados, se compararmos com brinquedos de plástico.

A possibilidade de criar um valor sentimental para o brinquedo também existe: uma mesma peça pode passar por diversas gerações da mesma família e criar tradições. Mas atenção: ao comprar algum brinquedo desse tipo, é bom checar se o fabricante utiliza madeira de reflorestamento em sua produção. Nem todas as fábricas de brinquedos possuem a consciência ecológica que queremos ensinar aos pequenos.

Deixe uma resposta