Você não precisa ir com frequência à praia, rios ou piscinas para começar a pensar em matricular seu pequeno em aulas de natação. Desenvolver noções mesmo que básicas de como nadar muitas vezes é uma segurança extra. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que as aulas comecem só a partir dos 6 meses de idade. Depois disso, você pode pensar em escolas e clubes que ensinam natação para as crianças e para incentivar, listamos aqui alguns dos benefícios que aulas de natação desde cedo podem trazer para seu filho.

Reforço do sistema imunológico

Praticar qualquer atividade física já potencializa mecanismos de defesa do corpo, diminuindo o risco de se contrair doenças. Mas, além disso, a natação é um esporte bastante indicado para crianças com problemas respiratórios já que ali a criança aprende a fazer uma respiração correta.

Estimula a coordenação motora

A prática da atividade na infância vai estimular o desenvolvimento de importantes habilidades para criança, como flexibilidade, agilidade, resistência e força. Um estudo feito pela Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia acompanhou bebês que nadavam já desde os 7 meses até 2 anos e outros bebês que não praticavam natação. Depois, avaliaram essas crianças de novo aos 5 anos e o resultado foi que o grupo de bebês que praticavam natação se saiu melhor na avaliação motora.

Combate à obesidade infantil

Praticar atividades físicas é essencial para crianças e adultos. E a natação entra na lista de esportes de alto consumo calórico e melhor, não é um esporte considerado de alto impacto, o que diminui as chances de lesões ou problemas associados.

Diminui o estresse

As atividades e brincadeiras feitas durante as aulas de natação costumam ser bastante lúdicas para as crianças. Em uma aula, ela pode aprender a segurar o fôlego embaixo da água enquanto é estimulada a brincar de faz de conta, por exemplo. Por isso, ao longo das aulas muitas crianças ficam mais tranquilas.

Segurança

No Brasil, os afogamentos são a segunda maior causa de morte entre crianças de zero a 14 anos. Um número assustador para os pais! Por isso, uma das recomendações da ong Criança Segura é que as crianças aprendam a nadar com instrutores qualificados ou em escolas de natação. E se os pais ou responsáveis também não souberem nadar, devem aprender. Mas, mesmo que seu pequeno saiba nadar, a atenção perto de piscinas, lagos, rios ou mar deve ser sempre constante, nunca deixe a criança sozinha perto da água.

Related Posts

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.