Nós, adultos, sabemos que não dá pra ter tudo, na hora e do jeito que queremos, mas ainda assim temos nossos momentos de frustrações por não termos conseguido algo. Se esse é um sentimento complexo para nós, imagine para as crianças.

Pouco a pouco elas vão aprendendo a lidar com a frustração, como quando têm de esperar sua vez na fila ou quando negamos um brinquedo novo. E falar sobre esse sentimento, assim como todos os outros, faz parte e é importante para ampliar a compreensão delas sobre o que estão sentindo e porquê estão se sentindo dessa forma.

Filmes, livros e músicas para ajudar a criança a lidar melhor com a frustração

 

  • Filme “Divertida Mente”:

O universo das emoções é o foco dessa animação da Disney, que mostra como seriam os sentimentos caso tivessem vida própria! Fala da importância do medo, do nojo, da alegria, da tristeza e da raiva. A raiva, aliás, surge quando a garotinha Riley se frustra com os resultados da mudança que está acontecendo na vida dela. Ideal para assistir em família. Para crianças menores, tem na versão livro, com ilustrações e miniaturas dos personagens.

 

  • Música Ciranda (Palavra Cantada):

A canção é uma maneira divertida de falar sobre birras típicas da primeira infância. A letra explica que “toda criança diz que tudo é seu”, mas que é importante compartilhar.

 

  • Livro Verde de Inveja

Faz parte da coleção “As cores das emoções”, da editora Escala. Aborda a frustração que as crianças sentem em não ser igual ao outro ou não ter os mesmos brinquedos – e mostra como atender a todos os desejos da criança não funciona. Além desse, há outros três livros ilustrados (com desenhos que lembram giz de cera) interessantes: Azul de Medo, Vermelho de Vergonha e Amarelo de Ciúmes. Recomendados para crianças a partir de 3 anos.

 

Atividade indicada para professores

Em sala de aula o assunto também merece atenção, afinal em grupo é que grande parte de nossos conflitos pessoais e com os outros ficam mais exposto. Para explorar o assunto com os alunos experimente mostrar para as crianças os vídeos dessa playlist e, depois, perguntar se elas já se sentiram de alguma dessa forma e como resolveram.

Related Posts

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.