Criança adora jogos e brincadeiras, e nada melhor do que aproveitar a chegada do coelho para propor atividades que estimulem habilidades como concentração, coordenação e raciocínio! Longe de ser só passatempo, a brincadeira é importante para o desenvolvimento cognitivo e emocional da criança, que experimenta, inventa, descobre, e aprende. Então, que tal pensar em jogos e brincadeiras mais do que divertidas para essa Páscoa?

1. Caça aos chocolates

Os pais escondem pela casa e jardim alguns chocolates sortidos (ao invés de um ovo – que fica a cargo do coelho!). Um adulto fica responsável pelo cronômetro e estabelece um tempo para a caça. A criança que encontrar mais chocolates vence! No final, os participantes podem fazer a troca de chocolates, para ficarem com um pouco de cada tipo!

Benefícios: jogos com regras exigem raciocínio e estratégia, e impõem limites que favorecem as relações. A divisão do “prêmio” mostra que participar é mais importante que ganhar.

2. Pintura de ovos

Antes de ovos de chocolate surgirem em embalagens, ovos de páscoa eram ovos de galinha, cozidos, que passavam por um processo de pintura e decoração. É interessante contar essa história para as crianças, e propor uma “viagem ao passado”! Cada um decide de que forma os ovos pintados irão compor o artesanato de Páscoa: podendo virar móbiles, decoração de mesa, árvore pascoal, etc.

Benefícios: as crianças entendem um pouco mais sobre a Páscoa! Segundo Mariane Bischof, coordenadora da Educação Infantil do colégio multicultural Humboldt, em São Paulo, a atividade também desenvolve a criatividade, a atenção, a motricidade fina e a arte em si.

3. Mímica

Pegue uma cartolina, desenhe os símbolos que lembram páscoa (ovo, coelho, cenoura, cesta…) e pinte-os. Recorte-os, coloque todos dentro de uma cesta enfeitada, chame os participantes e peça para que eles tirem um desenho de dentro da cesta (sem mostrar ou falar o que tirou). Seguindo uma ordem, cada um faz mímicas para que os outros adivinhem o que é o seu desenho. Quem adivinhar, pode ser premiado com bombom ou ovinhos de chocolate.

Benefícios: a criança compreende que há momento para tudo, inclusive para pensar com calma e aguardar a sua vez. Ela também exercita a imaginação e o raciocínio lógico.

4. Ovo-bola

Decore uma cesta com o tema de páscoa com a ajuda das crianças, que adoram atividades artesanais. Depois, pegue uma bola pequena ou faça uma bola com folhas de jornal (pintá-la pode ser ainda mais divertido!). Divida os participantes em equipes. O objetivo é acertar a bola na cesta, que deve ficar com um adulto. A equipe que acertar mais vence!

Benefícios: “construir” a cesta e a bola estimula a coordenação motora fina, e a imaginação. Dividir a turma para o jogo estimula o trabalho em equipe.

5. Rabo de Coelho

Basta uma cartolina, e um desenho de um coelho grande.  Desenhe o rabo do coelho em outra cartolina, corte, e coloque uma fita adesiva na ponta do rabo. Cole o desenho do coelho na parede e dê o rabo para a criança tentar colar no lugar certo – de olhos vendados! Se houver bastante criança, forme equipes e os amigos podem dar dicas de direção.

Benefícios: coordenação motora, raciocínio, concentração.

6. Colagem Mágica

Use um desenho de coelho impresso ou desenhado por um adulto numa folha. Para a decoração “mágica” use algodão, raspas de lápis, macarrão em pedaços, gliter, etc. A criança pode colorir o coelho antes (com giz de cera ou guache), e também pode brincar de preencher a barriga do coelho com bolinhas de massinha, como se fossem ovos de chocolate. Enquanto fazem a atividade, os adultos podem contar a história da Páscoa!

Benefícios: é importante para crianças de todas as idades saberem o real motivo da comemoração da data. Fazer a atividade enquanto conta a história é uma forma divertida de estimular o respeito pelas tradições, além da criatividade e da imaginação!

7. Ovo na Colher

Divida os participantes em duas colunas. Se tiver muita gente, divida todos em times, e sem seguida, cada time em uma coluna. Marque a linha de saída com um giz ou uma corda. Os participantes devem ficar atrás da linha, e um cesto com mini-ovos de chocolate fica do lado – entre uma coluna e outra. Na frente, um pouco distante, deve haver um cone, ou algo que as crianças possam contornar. O primeiro participante de cada equipe deve pegar um ovo na cesta, colocar sobre a colher e fazer o trajeto o mais rápido possível – dando a volta pelo cone e retornando para a sua equipe, onde entregará a colher para o próximo participante. Se o ovinho cair, é preciso parar onde está e colocar de volta na colher. Ganha a equipe que acabar primeiro, ou – no caso de participantes únicos – quem fizer o trajeto em menos tempo.

Benefícios: a criança aprende a esperar a sua vez, trabalha a atenção, o equilíbrio e a coordenação, além do trabalho em equipe em caso de times.

One Response

Deixe uma resposta